No Dia Mundial do Turismo, Foz do Iguaçu divulga algumas práticas ESG

Ações estão alinhadas com tema da Organização Mundial do Turismo 2023: “Turismo e Investimentos Verdes”. 

 

Nesta quarta-feira, 27, é celebrado o Dia Mundial do Turismo. Este ano, a Organização Mundial (OMT) trouxe como tema de sua campanha o “Turismo e Investimentos Verdes”. O principal objetivo da data é promover e conscientizar a comunidade e o poder público sobre a importância da atividade e de seus valores culturais, políticos, econômicos e sociais.

Para o turismo de Foz do Iguaçu, trabalhar com a pauta ESG não é nenhuma novidade. A Gestão Integrada do Turismo, há anos estuda as tendências do mercado para o setor e vem buscando implementar práticas cada vez mais sustentáveis para o turismo local. 

“Estes estudos mostram que a cada ano, principalmente pós-pandemia, o turista tem dado a devida importância a destinos sustentáveis e que impactem menos o seu entorno”, diretora executiva do Visit Iguassu, Elaine Tenerello. 

Segundo uma pesquisa da plataforma de viagens Booking.com, realizada em fevereiro, 9 a cada 10 viajantes brasileiros (95%), apontaram que viajar de forma mais sustentável é importante na hora de decidir o destino.

Assim, o Destino Iguaçu tem posto em prática diversas ações estratégicas e os resultados positivos já podem ser observados. O mesmo levantamento realizado pela plataforma de viagens já citada, aponta a Terra das Cataratas como o destino mais sustentável do Brasil e um dos 10 melhores do mundo. 

A escolha foi feita com base na quantidade de propriedades iguaçuenses certificadas pelo selo do Programa Viagens Sustentáveis, criado pela Booking para ajudar os viajantes a identificarem acomodações que buscam minimizar o impacto da atividade turística no meio ambiente.

Outro exemplo é o programa CONECTA IGU, lançado pela Embratur e o Parque Tecnológico de Itaipu, após a visita de uma comitiva iguaçuense à Brasília, apoiada pelo Visit Iguassu, em junho. “A ação é um programa de inovação voltado ao turismo, com objetivo de acelerar startups que apresentem soluções sustentáveis para o segmento, o que acaba sendo extremamente relevante para o setor do turismo”, afirma o diretor de turismo do PTI, Yuri Benites. O diretor menciona ainda que o programa coloca Foz do Iguaçu em destaque nacional como gestão e estratégias para o Turismo.

Desde 2017, Foz do Iguaçu também é signatária do Programa Cidades Sustentáveis. O PCS é uma agenda de sustentabilidade urbana que incorpora as dimensões social, ambiental, econômica, política e cultural no planejamento de cada município. “Desde 2012, a ação atua na sensibilização e mobilização de governos locais para a implementação de políticas públicas estruturantes, que contribuam para o enfrentamento da desigualdade social e para a construção de cidades mais justas e sustentáveis”, comenta o secretário de turismo de Foz do Iguaçu, André Alliana 

Além disso, o Visit Iguassu também vem desenvolvendo um portfólio para divulgar práticas sustentáveis e ambientais que o Destino Foz do Iguaçu já possui. Este documento é uma grande oportunidade de dar visibilidade e força ao Destino junto aos clientes potenciais de eventos, negócios e lazer, que também valorizam cidades com ações voltadas à sustentabilidade para realizar seus eventos.

“Um dos papéis do Visit Iguassu, como instituição que representa a iniciativa privada, reunindo 120 empresas associadas de diversos segmentos do turismo, é estar alinhado ao cenário global e nacional, com intuito de realizar ações que contribuam com o posicionamento da imagem do Destino como um destino turístico completo e sustentável, tanto para lazer quanto para negócios e eventos”, comenta o presidente do Visit Iguassu, Felipe Gonzalez. 

Atualmente, o Instituto atua em projetos e ações que priorizam o desenvolvimento econômico, social e ambiental da região.

 

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn

Posts relacionados

Foz do Iguaçu recebe o FIV2024

Pela primeira vez, o Brasil é sede de conferência internacional técnica e científica da área de engenharia Foz do Iguaçu é sede do 10º Simpósio Internacional de Interação Fluido-Estruturas, Interações