Foz do Iguaçu é famosa por uma gama de atratividades de contemplação, a visita ao seu principal atrativo, as Cataratas do Iguaçu, é em quase sua totalidade um passeio puramente visual e sensorial. Agora, imagine percorrer as trilhas e passarelas sem um desses sentidos. Foi isso que fez a influenciadora Mellina Reis, da página 4 Patas Pelo Mundo, que em seu perfil conta suas experiências em visitas que faz sempre acompanhada da sua cadela-guia Hilary.

Mellina é formada em Turismo e Pós-Graduada em Gestão Estratégica de Pessoas, especializada em Recursos Humanos. Com uma degeneração na retina, chamada distrofia de cones e bastonetes, perdeu a visão central (responsável pelo foco) e visão periférica. Em 2011 sua visão piorou devido ao surgimento da catarata e isso fez com que ela tivesse que readaptar com um novo jeito de enxergar, passando a depender de reabilitação para aprender a usar bengala e aceitar uma nova vida.

“Em 2014 a Hilary, uma labradora preta, chegou em minha vida para ser meus olhos e me mostrar um outro jeito de ver o mundo. Ela me trouxe muito mais autonomia e melhorou minha autoestima. Agora não tenho mais receio de ir a algum lugar novo sozinha, pego as direções básicas e vamos em frente. Assim, passei a contar minhas aventuras de viagens. Sempre fui apaixonada por viajar e não perdi essa paixão ao perder a visão”, comenta Mellina.

Quando ela resolveu vir à Foz do Iguaçu, em contato com a Secretaria de Turismo e com o Visit Iguassu, foi abraçada pelo Destino para que pudesse contar suas impressões. Em seu vídeo depoimento, ainda durante sua estada, ela conta como foi a experiência e se diz feliz ao encontrar uma cidade com um bem receber e aberta às sugestões.

“Foi uma experiência muito positiva. É bom encontrar um destino com interesse em receber alguém com uma condição especial. Comigo foram extremamente receptivos e abertos para entender essa necessidade e me convidar a tocar e “enxergar” o que estava visitando. Nas Cataratas, tive a emoção de ouvir e sentir o toque da água no rosto ao andar pela passarela”, relata Mellina.

Em sua página, no Instagram (@4ppelomundo), ela conta um pouco mais sobre sua passagem pelos atrativos de Foz do Iguaçu.

O que podemos melhorar

Como forma de melhorar e acompanhar as necessidades desse público, o Visit Iguassu, solicitou um relato mais detalhado das impressões da influenciadora. Nos próximos dias, os locais em que ela esteve irão receber um feedback e até sugestões de melhorias para um Destino cada vez mais inclusivo.

O Visit também estuda um bate-papo online com a influenciadora para, num futuro próximo, preparar um conteúdo educativo, com informações de como preparar um atendimento mais adequado.