Encontro contará com palestra de Basileu Tavares, diretor-executivo do Visit Iguassu

As novas tendências e oportunidades serão discutidas no Seminário Cenários e Oportunidades do Turismo de Negócios e Eventos, em Maceió, nesta quarta-feira (dia 1º). Promovido pelo Sebrae, em Alagoas, em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo e a Secretaria de Promoção do Turismo de Maceió, com apoio do Maceió Convention & Visitors Bureau e da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Alagoas, o encontro tem o propósito de disseminar informações sobre esse nicho do turismo, entre os diversos profissionais, gestores públicos e empreendedores do estado, com foco no desenvolvimento do setor. O evento contará com palestras e mesa redonda que abordarão temas como marketing digital, organização de eventos, tecnologia e relacionamento para fortalecer a atividade e potencializar a economia local.

Programação

A programação contará com a participação de Vaniza Schuler para falar sobre “Turismo de Negócios e Eventos: conceitos, características e compradores”; Marta Poggi e Borges, que apresentará o tema “Marketing Digital para Turismo de Negócios e Eventos”; Andréia Brum, convidada para a palestra “Organização de eventos com excelência, como atender com eficácia clientes criteriosos”. Luiz Barretto, ex-diretor presidente do Sebrae Nacional e ex-ministro do Turismo, apresentará a palestra “Turismo Inteligente – como agregar tecnologia e relacionamento para criar destinos turísticos inteligentes e potencializar a economia local”.

Para fechar o ciclo de palestras, Basileu Tavares, diretor-executivo do Visit Iguassu e presidente do Capítulo Brasileiro da International Congress and Convention Association (ICCA), ministrará o tema “Eventos captáveis e oportunidades de eventos para Maceió”. Basileu argumenta que, assim como tem sido feito no Destino Iguassu, o turismo alagoano oferece uma série de possibilidades e pode ser explorado a partir das novas tendências. Segundo ele, cabe ao Destino, ou seja, as entidades públicas e privadas, gestores, empreendedores e profissionais do setor precisam assumir o compromisso de juntos, traçar e seguir um planejamento de médio e longo prazos para transformar todo o potencial em produtos turísticos. “As riquezas culturais, históricas, naturais, ambientais e a gastronomia são fortes apelos que podem contribuir para a captação de eventos”, ressalta o diretor-executivo do Visit Iguassu.