Com a participação de 14 representantes de associações de diversas áreas, evento realizado em Foz contou com painéis e palestras voltadas para a gestão e organização de eventos e também visitas de inspeção

Com uma extensa oferta hoteleira, espaços para congressos e convenções, além de profissionais capacitados e com know-how de organização de eventos, Foz do Iguaçu oferece uma sólida oferta para o segmento Mice (Meetings, Incentives, Conferences & Exhibitions), popularmente conhecido no Brasil como turismo de negócios e de eventos. Para potencializar negócios e, consequentemente, fortalecer o turismo e a economia local, o Iguassu Convention & Visitors Bureau com apoio de seus mantenedores e do Sebrae PR promoveram entre os dias 27 e 30 de abril, o Iguassu Meeting Experience.

Ao reunir representantes de associações de diversas áreas vindos de São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Rio Grande do Sul, o IME, em sua primeira edição, discutiu as perspectivas e possíveis caminhos para o Turismo de Negócios e Eventos na cidade. Durante os quatro dias, os participantes receberam informações sobre as novas tendências do setor e conheceram a infraestrutura do Destino, por meio de visitas de inspeção aos principais equipamentos para realização de eventos. A programação contou com palestras que apontaram as tendências de gestão e organização de eventos.

Teve também visitas aos atrativos, buscando sempre destacar o Destino Iguaçu como futura sede dos eventos de seus convidados. No Parque das Aves, por exemplo, eles tiveram a oportunidade de tomar café da manhã junto com uma tribo indígena, sensação de um dos passeios mais recentes desenvolvidos pelo parque, o Forest Experience.

O Iguassu Meeting Experience também mostrou aos profissionais de entidades que o Paraguai e a Argentina podem enriquecer ainda mais seus eventos. A Vinoteca Oda, empresa associada ao Iguassu CVB, promoveu um minicurso com degustação de vinhos no Marco das Três Fronteiras e o Duty Free fez sorteio de vouchers de compras aos participantes. Para Vera Santos, secretária-executiva da Associação Interamericana de Otorrinolaringologia Pediátrica, a experiência foi muito positiva. “O evento foi interessante em vários aspectos, valeu tanto pelo conhecimento das técnicas para a realização de eventos, quanto pela apresentação da estrutura oferecida em Foz do Iguaçu”, avaliou.

“Tivemos uma forte colaboração de nossos mantenedores e o departamento de Eventos, por sua vez, se empenhou muito nesse projeto”, disse Alexandre Jung, gerente de Eventos do Iguassu CVB. Ações como o IME, segundo ele, potencializam a captação de eventos e os representantes sentem-se mais confiantes em trazer seus congressos, feiras, encontros, seminários ou conferências para serem realizados em Foz do Iguaçu.