Em busca de mais visitantes ingleses, representantes de Foz do Iguaçu estiveram no evento para promover as atratividades de Foz do Iguaçu

Considerado um dos destinos mais procurados por turistas estrangeiros a lazer no Brasil, Foz do Iguaçu realiza trabalhos constantes na promoção da cidade internacionalmente. No início do novembro (02 a 05), representantes do Destino Iguaçu estiveram na World Travel Market – WTM, que acontece em Londres, no Reino Unido.  O trabalho busca melhorar o fluxo de turistas provenientes da Inglaterra, que hoje representa o 8º emissor de estrangeiros e o 4º europeu no Parque Nacional do Iguaçu, segundo os dados ICMBio (2014).

Somente no ano passado, o Brasil registrou a entrada de 217.003 visitantes ingleses - segundo o Anuário Estatístico 2015 – Volume 42 (ano base 2014) da EMBRATUR. Desses, foram registrados em Foz do Iguaçu mais de 21 mil que visitaram as Cataratas do Iguaçu.  Volume que pode ser ampliado com trabalhos de promoção e divulgação, como os realizados na WTM Londres.

Nono principal emissor de turistas para o Brasil, o Reino Unido é foco de ações de promoção que visam uma melhoria no volume de turistas, principalmente em 2016, ano que serão realizados os jogos Olímpicos e Paraolímpicos no Rio de Janeiro. Para o Destino Iguaçu, isso abre caminho para a captação de novos visitantes que estarão no Brasil para esses dois megaeventos.

Com esse foco, os representantes de Foz do Iguaçu promoveram a atualização de informações sobre o Destino, seus atrativos, bem como apresentaram as melhores formas de comercialização, combinações de roteiros e conectividade com outros mercados turísticos brasileiros, que possam embasar e dar mais confiança aos agentes de viagem daquele país na comercialização da região trinacional.

Em quatro dias de trabalho, a equipe formada por representantes do Iguassu Convention & Visitors Bureau – ICVB e empresas associadas à entidade, além da Secretaria de Turismo Municipal, buscaram fortalecer e estender a rede de relacionamento de Foz do Iguaçu e Região com os players do mercado Britânico, formados por operadores de turismo, agentes de viagem e companhias aéreas. Com uma participação de forma institucional, junto ao estande da EMBRATUR.

WTM Londres (1)

Nesta edição, o estande promocional do Brasil contou com uma diversificação dos expositores. Ao todo foram 61 coexpositores, representando destinos, operadores, hotéis, associações do trade turístico brasileiro e companhias aéreas. Essa presença massiva, mostra a importância da WTM Londres, considerada como o maior evento do mercado do Reino Unido, e vista pelo mercado como o maior evento mundial da indústria do turismo.

Em sua 36ª edição, a feria apresenta um formato dinâmico com alcance de diversos segmentos e destinos tanto para profissionais do Reino Unido, quanto para profissionais de viagens de todo o mundo. O que leva aos participantes vantagens competitivas para seus negócios e informações e novos projetos do setor de turismo.

Em formato B2B (business to business) a WTM oferece uma programação que focada em treinamentos, debates e discussões sobre tópicos que afetam a indústria do turismo. Abordando as mais variadas áreas da indústria, tais como tecnologia e viagens online, cruzeiros, cias aéreas, luxo e hotel. O primeiro dia é exclusivo para expositores convidados, os demais serão abertos a todos os profissionais do trade e demais visitantes, que esse ano, segundo os organizadores, atingiu mais de 50 mil participantes.

Estratégia de brasileira

Com as estratégias voltadas para 2016, a EMBRATUR trabalhou na promoção turística do Brasil como sede dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. Com área específica no estande para a promoção dos Jogos. Foram usadas ferramentas de interação com os visitantes, apresentado o Portal Visit Brasil, Sabores do Brasil (Gastronomia), Patrimônio da Humanidade (Patrimônios UNESCO no Brasil) e Portal APEX Brasil.

Esse último, considerado uma das principais novidades para a edição de 2015. Trata-se de parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – APEX Brasil, com projeto-piloto apresentado em Londres. A ideia é promover o Brasil e seus produtos da cesta de exportações brasileira, com foco em gastronomia.

Já na área cultural, durante a feira, houve a incorporação do produto Patrimônios da Humanidade no Brasil como produto turístico brasileiro, com conteúdo interativo ativado em totem dedicado às Cidades Patrimônio brasileiras.